Golpe de Estado no Chile.Presidente Salvador Allende.

Golpe de Estado no Chile.Presidente Salvador Allende.

Esta semana o editorial se propõe a abordar o golpe de 1973 no Chile sobre o governo do presidente eleito democraticamente, Salvador Allende. Enfatizamos também aqui as relações internacionais e o contexto mundial de bipolaridade capitalista/comunista como fator determinante e de sustentáculo para essas ditaduras do Cone Sul.

No Brasil de 1964 o golpe de estado já era uma realidade, a intervenção dos militares na política aconteceu com apoio dos estadunidenses. Neste mesmo ano vencia as eleições para presidente da República do Chile, Eduardo Frei Montalva, advogado e político do partido centrista chileno democrata-cristão. No Brasil a intervenção/apoio dos Estados Unidos veio através da diplomacia política e militar. No Chile os EUA colocaram a CIA para gerenciar a campanha publicitária do candidato Montalva.

A Agência Central de Inteligência (CIA) hoje reconhece a influência exercida no golpe de estado do Chile. Assumindo a ajuda e apoio a grupos de militantes de direita ou anti-Allende. Em 1962 a CIA já apoiava grupos de ação cívica, que realizaram várias atividades de propaganda, incluindo a distribuição de cartazes e folhetos anticomunistas ou de direita. Em 1964 já contava com um extenso aparato de propaganda inclusive dentro da grande mídia, o que ajudou a eleger um opositor das ideias propostas pela esquerda, representada por Salvador Allende. Os relatórios que a CIA fornece mostram claramente a intervenção americana na política do Chile. Buscava desestabilizar as eleições com gigantescas doações em dinheiro para os partidos que fizessem oposição as idéias de Allende. Em 1964, perdeu as eleições presidenciais para Eduardo Frei, o candidato do Partido Democrata Cristão, graças a essa intervenção publicitária da CIA.

Golpe de Estado no Chile. Presidente Salvador Allende.

Golpe de Estado no Chile. Presidente Salvador Allende.

Salvador Allende foi o fundador do Partido Socialista Chileno, era médico, funcionário público e político. Chegou a presidência do Senado em 1966, onde os políticos de esquerda já tinha obtido um espaço de representação considerável. Além de ser o 45º presidente no Chile é o primeiro marxista do mundo (democraticamente eleito) a governar um país. Em 1970 Allende vence as eleições, deixando os setores conservadores e a CIA temorosos, pois isso provavelmente significaria uma reestruturação econômica e social da sociedade Chilena. Já no Senado, Salvador se mostra bem posicionado em torno de questões polêmicas como Reforma Agrária, que é a distribuição mais justa de terra e terrenos. Reformar no ensino público e privado, o que possibilitou ampla inserção da população de renda baixa se inserir em escolas particulares. Com a ajuda dos trabalhadores proibiu a exportação do cobre.

Golpe de Estado no Chile. Augusto Pinochet, comandante do Golpe de Estado.

Golpe de Estado no Chile. Augusto Pinochet, comandante do Golpe de Estado.

Os grupos organizados por Allende, contavam com as classes populares, que até então não participavam da política chilena. A Unidade Popular traduzia a vontade do povo nas ruas e nas urnas. A reação veio por parte da marinha Chilena com apoio da CIA, cansados de fazer oposição pela via política, pela publicidade, pelos meios econômicos e comerciais.

O golpe, planejado pela Marinha com apoio total do governo dos EUA, foi posta em prática, sob a direção do comandante-em-chefe do exército, o general Augusto Pinochet em 11 de setembro de 1973. Através de um telefonema nas primeiras horas da manhã daquele dia transmitiram para Allende a ação militar, junto com seu guarda-costas, foi para o Palacio de la Moneda, sede da presidência. Allende e a Unidade Popular resistiram transmitindo a todos cidadãos do Chile um discurso que marcaria a história da política mundial, seu discurso até hoje é uma referencia de perseverança frente a luta por uma sociedade mais justa e igualitária:

Allende Discursa

Clique para ouvir o audio.

“Seguramente, esta será a última oportunidade em que poderei dirigir-me a vocês. A Força Aérea bombardeou as antenas da Rádio Magallanes. Minhas palavras não têm amargura, mas decepção. Que sejam elas um castigo moral para quem traiu seu juramento: soldados do Chile, comandantes-em-chefe titulares, o almirante Merino, que se autodesignou comandante da Armada, e o senhor Mendoza, general rastejante que ainda ontem manifestara sua fidelidade e lealdade ao Governo, e que também se autodenominou diretor geral dos carabineros. Diante destes fatos só me cabe dizer aos trabalhadores: Não vou renunciar! Colocado numa encruzilhada histórica, pagarei com minha vida a lealdade ao povo. E lhes digo que tenho a certeza de que a semente que entregamos à consciência digna de milhares e milhares de chilenos, não poderá ser ceifada definitivamente. [Eles] têm a força, poderão nos avassalar, mas não se detém os processos sociais nem com o crime nem com a força. A história é nossa e a fazem os povos. Trabalhadores de minha Pátria: quero agradecer-lhes a lealdade que sempre tiveram, a confiança que depositaram em um homem que foi apenas intérprete de grandes anseios de justiça, que empenhou sua palavra em que respeitaria a Constituição e a lei, e assim o fez.”  Salvador Allende, dia 11 de Setembro de 1973.

A sede do governo foi bombardeada pelos canhões do Exército chileno e por aviões da Força Aérea chilena. Depois de três horas bombardeando o Palácio de La Moneda com aviões da força aérea, foi tomada pelo exercito. Allende foi o primeiro presidente declaradamente marxista a assumir um governo democraticamente eleito, teve um fim trágico, as circunstancias de sua morte ainda é alvo de uma forte disputa política no Chile, assim como seu legado.

Fontes:

Fontes:Atividades da CIA no Chile (Página em inglês)

Discurso Completo, últimas Palavras de Allende à Nação

Anúncios