2014.09.26 Diretas Já (3)Os anos 70 e 80 no Brasil foram marcados politicamente pela ascensão de diferentes movimentos sociais, encabeçados por diferentes setores de luta por direitos civis, políticos e trabalhistas. Devido ao caráter violento e opressor que o regime militar cultivou desde o golpe de 1964, estes diferentes movimentos encontraram na insatisfação contra o inimigo (representado pela ditadura militar) os elementos necessários para a unificação política, a auto-identificação e, no ápice da experiência que trataremos neste texto – o movimento popularizado como Diretas Já –, demonstraram sólida coesão de forças, com uma campanha que já havia conformado, inclusive, boa parte dos meios de comunicação, historicamente marcados pelo apoio a ditadura.

2014.09.26 Diretas Já (2)A contradição que se apresenta aqui quando analisamos a aderência de diferentes setores ao movimento das Diretas Já em 1983 e 1984, unindo diversas demandas e pautas em torno de um único movimento, talvez seja parte do processo que constitui os próprios movimentos sociais, possibilitando mudanças de paradigmas. Contradições que podemos constatar inclusive nos movimentos recentes que foram às ruas do Brasil em 2013, com a incoerência, ou ao menos a “elasticidade” que demonstraram os meios de comunicação, modificando rapidamente suas opiniões veiculadas, na tentativa de manterem seu status determinante de opinião de massa e de reprodução de discursos.

2014.09.26 Diretas JáSobre as demandas que fortaleceram a união do movimento das Diretas Já, temos aquelas que já existiam desde o momento anterior ao golpe militar, e novas demandas produzidas pela conjuntura política do momento. De qualquer forma, o contexto de insatisfação política, com toda a efervescência social da população, foi que possibilitou que as demandas convergissem e fossem representadas pela mudança de sistema eleitoral, que aumentaria a participação da população neste processo político. Nesta pauta eram depositadas todas as esperanças, e a partir dela, construía-se a possibilidade de transformação social, com maior participação dos brasileiros. Na linha de frente do movimento estavam lideranças políticas do PMDB, do PDT e do PT, que formavam a oposição partidária ao regime militar, já dentro de um sistema pluripartidário, adotado novamente em 1980, após 12 anos de bipartidarismo imposto pelo regime ditatorial.

Advertisements